leche-12-of-32jpg.jpg

DIGA NÃO À ESSA TORTURA

NESTLÉ:

A Nestlé, além de ser a maior empresa de alimentos do mundo, também é a maior compradora e comercializadora de produtos lácteos no Brasil. Mas mesmo com todo esse poder econômico e de mercado, a empresa está se recusando a adotar políticas claras e sérias para prevenir que animais sejam severamente abusados em sua cadeia de abastecimento. O que você vai ler a seguir é uma realidade triste e chocante.
Muitas fazendas leiteiras no Brasil torturam os animais de maneiras que nem sequer conseguimos imaginar. Por não produzir leite, os bezerros machos são considerados inúteis e muitos são assassinados logo após o nascimento com pauladas na cabeça, sufocamento ou simplesmente são abandonados para morrer lentamente de fome. 
 
Os animais jovens também são mutilados sem qualquer forma de anestesia e analgesia. Como se não bastasse, bezerras são mantidas sozinhas em gaiolas individuais minúsculas ou amarradas por cordas curtas em seus pescoços por até três meses após o nascimento.   
 
Já basta! Una-se a nossa campanha para que a Nestlé diga NÃO à tortura de animais e não coloque as pessoas em risco!
031jpg.jpg

por que Pedimos um compromisso?

IMG_7080.JPG

Mutilações

Os filhotes gritam de dor e medo enquanto são mutilados. Como é o caso da retirada dos chifres e da castração. Essas mutilações são comumente feitas sem nenhum alívio de dor e, segundo pesquisadores de peso, são procedimentos muito dolorosos para esses animais.

col2jpg.jpg

Separação

Os produtores frequentemente usam o desmame precoce, antes de o bezerro completar 12 semanas de vida, além de restringir o convívio social com outros animais. Isso significa que os filhotes passam por estresse excessivo em idade muito nova, pois lhes é negado o convívio com a mãe e outros bezerros.

Isolamento

Bezerros e bezerras são confinados em pequenas gaiolas individuais ou amarrados em cordas curtas por meses. Esses bebês ficam sem poder exercer seus comportamentos naturais como conviver e interagir com outros animais, caminhar, correr, saltar, explorar o ambiente. 

Vaccine

Antibióticos

Muitas vezes quando nem mesmo estão doentes, os animais recebem antibióticos. Isso pode criar bactérias super resistentes que contaminam a carne, o meio ambiente e nós, humanos. Atualmente, essas bactérias super resistentes matam cerca de 700 mil pessoas por ano e podem chegar a matar até 10 milhões de pessoas por ano em 2050 se medidas de contenção não forem tomadas.

Mortes cruéis

Os bezerros machos, por terem pouco ou nenhum valor comercial, são assassinados, o que a indústria chama de "descarte". No Brasil, pelo menos 35% dos produtores matam todos os bezerros machos depois do nascimento. Os métodos comumente utilizados são traumatismo craniano por pauladas na cabeça (80%) e sangramento, asfixia ou morte por fome (inanição) (20%).

  • Fim do descarte de bezerros machos e início de uso de sêmen sexado;

  • Fim das gaiolas e casinhas individuais e do uso de cordas nos animais;

  • Fim dos procedimentos de mutilação como descorna, mochação e castração sem o uso de anestesia e analgesia; 

  • Fim do uso de antibióticos para fins não terapêuticos;

  • Permitir que o desmame dos bezerros seja feito somente após 12 semanas de idade;

  • Política de transparência, para realização de visitas por pelo menos uma organização não governamental de proteção animal reconhecida nos fornecedores de leite da Nestlé, com a finalidade de acompanhar os compromissos e publicação detalhada do progresso pela empresa no site institucional.

NOSSOS PEDIDOS para a Nestlé:

Compromisso já!
 
Apesar de a Nestlé já citar algumas iniciativas de bem-estar animal, a empresa não tem um compromisso claro de banir essas práticas tão chocantes em sua cadeia de abastecimento. Mas com sua ajuda, podemos mudar essa realidade. 
leche-13-of-32jpg.jpg