Buscar

4 ativistas do veganismo que fazem a diferença na comunidade da Sinergia Animal


Nos últimos três anos, os desafios veganos da Sinergia Animal tiveram a participação de mais de 116 mil pessoas que experimentaram uma alimentação vegana por 21 ou 22 dias. Essas pessoas receberam, diariamente, e-mails com dicas, receitas e apoio nutricional. Além disso, foram generosamente guiadas por quem mentora estes programas – ativistas de nossa comunidade que tornam a transição de participantes muito mais fácil e acolhedora.


Essas pessoas atenciosas e empáticas agora são ativistas da causa e mentoram nossos desafios veganos, guiando e apoiando outras pessoas a adotarem e manterem uma alimentação vegana. Não poderíamos ter chegado tão longe sem seu suporte ♥


Nossos ativistas do veganismo tiram um tempo de seus dias para se conectarem com os atuais participantes dos desafios. Lideram nossos grupos nas redes sociais e participam das conversas – recomendando receitas, compartilhando dicas preciosas e respondendo a quaisquer dúvidas. E, acima de tudo, inspiram participantes com suas próprias jornadas pelo veganismo.


Veja Ink, que tem 18 anos de idade, por exemplo: ela se juntou ao Thai Challenge 22 (nosso desafio vegano na Tailândia) em março de 2020 e descreveu esse período como “uma experiência incrível”. Ink pôde conhecer novas pessoas que compartilhavam os mesmos objetivos que ela e que foram inspiradas pela mentoria, que sempre busca ajudar e encorajar todo mundo ao longo de sua caminhada na transição para o veganismo.


No começo deste ano, Ink passou a ser mentora voluntária no Thai Challenge 22. “Eu estou tão feliz por poder ajudar os animais apoiando pessoas que querem se tornar veganas”, diz ela.





Sofía é argentina, vive no Chile e mentora o Desafío 21 Días Veg (nosso desafio para os países hispano-americanos). Ela tem 46 anos de idade, é vegetariana há 31 anos e vegana há 8. Toda semana, Sofia dedica um tempo a responder perguntas de participantes do desafio, além de compartilhar algumas de suas melhores receitas.


“Eu sou vegana porque acredito que os animais não são objetos a nosso serviço. Eu sei que eles são seres com seus próprios direitos. Eu sempre soube disso mas, em algum momento, decidi combater essa realidade e agir apropriadamente. Acredito que sabemos disso. Apenas temos preguiça de mudar nossos hábitos porque é algo que podemos ignorar, porque não somos nós que estamos sofrendo, porque não queremos encarar o fato de que somos a espécie que abusa das outras”, conta Sofia.





Candra é um confeiteiro de Surakarta, Indonésia. Ele se inscreveu no 21 Hari Veg (nosso desafio vegano na Indonésia) no começo de 2020, após um ano sendo vegetariano. “O desafio acabou se tornando divertido. Todo dia nós recebemos novas receitas para experimentar, várias informações e conhecimentos sobre nutrição vegana e sobre as vantagens do veganismo. Eu sou vegano desde que comecei o desafio. Eu também decidi deixar meu emprego em um hotel e começar meu próprio negócio com uma confeitaria vegana.”, diz Candra.


Alguns meses atrás, ele se juntou à nossa equipe de ativistas. “Além de fazer novas amizades, eu estou feliz por poder compartilhar minhas receitas e apoiar outras pessoas em suas jornadas. Espero que meu ativismo possa ajudar a disseminar a compressão de que um estilo de vida vegano é o melhor para os animais, para o meio ambiente e para a nossa saúde”.





Ing, com 24 anos de idade e vivendo em Bangkok, também faz parte da mentoria do Thai Challenge 22 e tem uma visão semelhante. Ele assistiu muitos documentários sobre veganismo e disse que foi como tomar a “pílula vermelha”, do filme Matrix.


Ele se tornou vegano para lutar contra a crueldade que acontece na indústria de produtos de origem animal. Segundo ele, abandonar esses produtos não foi um sacrifício, mas muito pelo contrário! “Eu percebi que ser vegano é muito divertido quando você descobre novas coisas para comer. Eu nunca senti que estava fazendo algo contra mim mesmo por não comer carne – cada refeição é um prazer. A comida vegana é deliciosa, é boa para nossa saúde, boa para a Terra e boa para os animais. Então… POR QUE NÃO?”


Agora, Ing é um voluntário ativo e também um mentor que ajuda outras pessoas a adotarem um estilo de vida vegano assim como ele! Para Ing isso envolve uma atividade crucial: comunicar-se com compaixão. “Eu sempre falo com as pessoas de maneira gentil quando me perguntam por que sou vegano. Falo sobre como o veganismo beneficia nossa saúde e nosso planeta e, o mais importante, sobre como é delicioso. Eu percebi que muitas pessoas tendem a se interessar pelo veganismo quando converso de maneira simpática com elas.”, ele compartilhou conosco.





Nós temos muito orgulho de por contar com pessoas tão generosas e compassivas em nossa comunidade. Você também pode fazer parte desta rede de pessoas focadas em impactar a vida de inúmeros animais onde eles mais precisam de nós!