Buscar

Mais três empresas argentinas dizem “não” às gaiolas em bateria




Três empresas na Argentina — Brioche, Carne e Pampa Gourmet —recentemente anunciaram diretrizes livres de gaiolas para toda a sua cadeia de fornecimento no país após negociações com a Sinergia Animal.


A Brioche Dorée anunciou recentemente uma diretriz livre de gaiolas a ser aplicada em todas as suas unidades no país. A empresa é parte do Groupe Le Duff, uma operação comercial internacional e a segunda maior rede de padarias/cafeterias do mundo. Na Argentina, a empresa possui 20 estabelecimentos e já vinha obtendo parte de seus ovos de sistemas livres de gaiolas.


Apenas alguns dias após o lançamento da campanha pela Sinergia Animal, a Carne se comprometeu com a eliminação gradual do uso de ovos provenientes de galinhas engaioladas, finalizando a transição até o ano de 2025. Com 4 restaurantes na Argentina, todos administrados por um dos maiores chefs do mundo, Mauro Colagreco, a empresa também publicou seu compromisso com ovos livres de gaiolas para todos os seus produtos.


Paralelamente, a Pampa Gourmet, uma produtora argentina de molhos e maionese, também se comprometeu a usar apenas ovos livres de gaiolas. Embora a empresa já utilizasse ovos provenientes de sistemas livres de gaiolas de maneira exclusiva, essa diretriz tornou a decisão permanente. O compromisso firmado pela Pampa Gourmet é particularmente importante porque a empresa fornece seus produtos para grandes restaurantes do país.


Esperamos que estes compromissos estimulem mais empresas a fazer uma mudança similar no mercado gastronômico da Argentina e em outros países.


A maior parte dos ovos produzidos na América do Sul ainda advém de sistemas de gaiolas em bateria, considerados uma das práticas mais cruéis com os animais da pecuária industrial. Nesses sistemas, as galinhas poedeiras passam toda a vida em gaiolas de arame minúsculas e abarrotadas, onde não conseguem realizar muitos dos seus comportamentos naturais, como o simples ato de abrir suas asas ou tomar banho de areia.


Por causa da imensa crueldade que essa prática representa, mais de mil empresas já adotaram diretrizes livres de gaiola ao redor do mundo. Muitas reconhecidas do setor alimentício na Argentina, como Havanna, Green Eat, Carrefour, Café Martinez, Le Pain Quotidien e Tostado Café Club, também já se comprometeram com um movimento semelhante.


O principal trabalho da Sinergia Animal na Argentina envolve reduzir o sofrimento das galinhas poedeiras na indústria de ovos. Através de diálogos, negociações e campanhas de conscientização pública com grandes empresas do setor alimentício no país, a ONG faz pressão para que compromissos livres de gaiola sejam adotados pelas empresas dentro de suas redes de fornecimento.