Buscar

Mais três empresas se unem ao movimento contra gaiolas



Em janeiro, três empresas anunciaram compromissos livres de gaiolas para seus produtos na América Latina. No Brasil, após negociações com a Sinergia Animal e outras organizações de proteção animal, tanto a Bloomin’ Brands quanto a Pamplona publicaram diretrizes livres de gaiolas a serem aplicadas em suas redes de fornecedores. Na Colômbia, o Hotel Vilar América anunciou que irá banir de seu menu produtos feitos com ovos advindos de sistemas de gaiolas em bateria.


Dona das marcas mundialmente famosas Outback Steakhouse, Abraccio e Ausse Grill, a Bloomin’ Brands se comprometeu a trabalhar apenas com fornecedores de carne suína que não confinam as fêmeas em gaiolas de gestação. A transição para um sistema 100% de gestação coletiva será completada até 2029. Com mais de cem restaurantes no país servindo, principalmente, carne suína, o compromisso da empresa irá afetar a vida de um considerável número de porcas.


Em um movimento similar, também no Brasil, a Pamplona se comprometeu a aprimorar seus padrões de bem-estar animal e anunciou uma diretriz livre de gaiolas de gestação, bem como outras medidas visando o bem-estar de porcos. Uma das maiores produtoras de carne suína do país, a empresa anunciou, além de outras políticas, que irá completar a transição para o sistema de gestação coletiva até 2026 em todas as suas fazendas atuais. Para todas as novas instalações, ou projetos de expansão das já existentes, esse sistema já será pré-implementado, o que significa que as porcas não serão confinadas em nenhum momento da gravidez.


No Brasil, a maior parte das fazendas ainda usa gaiolas de gestação, mantendo as porcas em um confinamento extremo e isoladas durante seu período de gestação (de 28 dias a três meses), impedindo-as até mesmo de dar uma volta ao redor do próprio corpo. As porcas são inseminadas artificialmente por volta de três vezes ao ano, o que significa que esses animais passam a maior parte de suas vidas isoladas em gaiolas individuais.


Na Colômbia, o Hotel Vilar América anunciou o compromisso permanente de usar apenas ovos de sistemas de produção livres de gaiolas. Localizado em Bogotá, a empresa hoteleira possui dois restaurantes, um serviço de catering e uma fazenda ao ar livre.


A Sinergia Animal usa diálogo, negociações e campanhas de conscientização para incentivar grandes empresas do setor alimentício a adotar diretrizes livres de gaiolas em suas redes de fornecedores.


Este é um grande avanço que irá impactar a vida de milhares de animais nestes países! O confinamento em gaiolas pode causar a galinhas e porcas imenso sofrimento e frustração por toda a vida