Buscar

Restaurante vegano ganha estrela Michelin pela primeira vez na França


Uma Estrela Michelin foi concedida pela primeira vez a um restaurante vegano na França. O ONA - sigla para Origine Non Animale ("Origem Não Animal") - está localizado na pequena cidade de Arès, na região sudoeste do país, e é dirigido pela chef Claire Vallée.


"Parecia que eu tinha sido atropelada por um trem", disse Vallée à Agence France-Presse (AFP). Ela inaugurou o restaurante em 2016 com a ajuda de um financiamento coletivo, conseguido com apoiadores da proposta, e de um empréstimo bancário de uma instituição conhecida por apoiar empresas simpáticas à causa ambiental. "É porque vocês acreditaram em mim, nesta aposta louca, para além das minhas dúvidas, minhas ansiedades, meus medos; mas foi graças, também, ao nosso trabalho coletivo ao longo destes últimos quatro anos que hoje obtivemos nossa primeira estrela no guia Michelin", disse ela aos seus apoiadores na rede social do restaurante.



Além do prêmio Michelin, Vallée também ganhou a estrela verde, recentemente introduzida pela Michelin, que recompensa os restaurantes que têm um sólido histórico de práticas éticas. "Continuaremos neste caminho porque esta estrela é minha, é sua, é a do impossível, é a que insere de maneira definitiva a gastronomia vegetal para o círculo fechado da culinária francesa e mundial", acrescentou ela.


Vallée, que é uma ex-arqueóloga e chef autodidata, tornou-se vegana após uma viagem à Tailândia. Inicialmente, ela se aproximou dos bancos tradicionais para obter o empréstimo que lhe daria a oportunidade de abrir o ONA, mas foi recebida com respostas negativas: "Disseram que as perspectivas para o veganismo e os alimentos à base de vegetais eram muito incertas", disse ela à AFP.


O ONA oferece um menu noturno de sete pratos pelo preço de 59 euros. Alguns de seus especiais são um ravioli de abobrinha amarela com gnocchi de trufas pretas e uma acelga com ricota à base de plantas.



Outros restaurantes veganos que possuem estrela Michelin são o Kajitsu, em Nova Iorque, Estados Unidos - que oferece um cardápio japonês de inspiração budista, cujo cardápio inclui pratos como o mochi frito com rabanete ralado e um dashi de cogumelos, e um arroz de macarrão com couve, yuba e cogumelos - e o Seven Swans, à beira do rio Main, em Frankfurt, na Alemanha, que colhe a maioria de seus ingredientes de sua própria fazenda não muito longe do restaurante.


Até que seja seguro visitar o ONA, você pode ser seu próprio chef vegano! Confira muitas receitas deliciosas, que não usam leite nem seus derivados, inscrevendo-se em nosso Desafio dos Leites Vegetais aqui: sinergiaanimalbrasil.org/leite