• Aline Baroni

França proíbe trituração de pintinhos vivos

A França aprovou uma nova lei que define que, até o final de 2021, será ilegal triturar pintinhos vivos na indústria de produção animal do país.

Essa prática é padrão na produção de ovos em muitos lugares ao redor do mundo. As galinhas "poedeiras" são frequentemente substituídas por outras quando deixam de ser produtivas e são enviadas para o abate. Para isso, é necessário chocar ovos. Como apenas as fêmeas botam ovos, os machos não têm valor para a indústria. Sendo assim, se o pintinho que nasce é macho, ele é abatido com poucos dias de vida. Um dos métodos mais comuns para isso é triturá-los enquanto eles ainda estão vivos e conscientes, ou sufocá-los dentro de sacolas plásticas ou com gás.

"Queremos avançar, e nunca voltar atrás", disse o ministro da agricultura Didier Guillaume.

Photo: Andrew Skowron

Nas próximas semanas, uma outra medida importante sobre bem-estar animal deve ser anunciada: o governo anunciará textos regulatórios para banir a prática de castrar porcos filhotes sem anestésicos.

Essa é mais uma prática padrão e disseminada ao redor do mundo. Na indústria da carne, esse tipo de procedimento cirúrgico é feito em porquinhos em suas primeiras semanas de vida para evitar reprodução indesejada, agressividade (agravada pela falta de espaço nas fazendas e também deprivação de alimento) e para fazer a carne ter melhor gosto e odor (a carne de porcos não castrados geralmente apresenta odor e gosto fortes por causa dos feromônios e substâncias liberadas por bactérias intestinais).

Sem anestesia, analgesia ou atordoamento, a pele dos animais é cortada e seus testículos são arrancados, o que causa enorme estresse e dor insuportável.

Photo: Andrew Skowron

Essas medidas impactarão um grande número de animais e são um grande avanço para os direitos animais. Por outro lado, apenas parar de comer carne e outros produtos de origem animal vai acabar com a exploração e sofrimento de forma definitiva. Por favor, considere fazer parte da mudança, deixando os animais serem livres. Clique aqui para começar uma dieta sem produtos de origem animal.