Buscar

6 coisas que aconteceriam se o mundo se tornasse vegano

Nós sabemos que o mundo não se tornará vegano do dia para a noite, que uma transição gradual é muito mais provável, mas isso não é motivo para não sonharmos com o dia em que todos os animais serão livres. Nossos hábitos alimentares têm impactos em diversos aspectos da sociedade, e simplesmente ao escolher alimentos diferentes nós poderíamos criar um mundo completamente diferente. Quer saber como? Vamos lá.

1. Podemos salvar mais de um trilhão de vidas animais a cada ano

150 milhões de animais terrestres são abatidos todos os dias apenas para a alimentação. Se contarmos o número de animais aquáticos, como peixes selvagens e criados em cativeiro, esse número é ainda maior: mais de três bilhões por dia. Não apenas sua morte é um problema, mas também a forma como eles são criados: frequentemente, envolve confinamento extremo, mutilações sem anestésicos, gaiolas, separação de mães e filhotes, inseminações constantes e outras medidas bárbaras.

Foto: We Animals

2. Emissões de gases de efeito estufa seriam reduzidas drasticamente

Não é de se admirar, já que a produção animal é responsável por pelo menos 14% das emissões mundiais de gases de efeito estufa — mais do que todo o transporte do mundo combinado. Uma pesquisa conduzida pela Universidade de Oxford mostra que uma dieta sem produtor de origem animal pode reduzir emissões relacionadas a alimentos até pela metade!

3. Teríamos muito mais terras livres

Ao deixar de fora de nossa alimentação carne e outros produtos de origem animal, o uso de terras agrícolas poderia cair mais de 75%! Isso quer dizer que nós precisaríamos de apenas 3,1 bilhões de hectares de terra para plantar nossa comida, o que é o tamanho do continente africano. A diferença poderia ser usada para plantar terras e recuperar florestas, dessa forma despoluindo o ar e evitando a perda de áreas selvagens e a atual extinção em massa de espécies.

4. Teríamos mais alimentos disponíveis para os que mais precisam

Nós já falamos sobre como os produtos de origem animal representam um enorme desperdício de alimentos: 7kg de grãos são necessários para produzir apenas 1kg de carne vermelha, enquanto os grão poderiam nutrir, diretamente, muitas pessoas. 40 milhões de toneladas de comida são suficientes para acabar com os piores cenários da fome mundial, de acordo com Dr Walt Willett, professor de medicina da Universidade de Harvard. Atualmente, 760 milhões de toneladas de alimentos são destinadas aos animais criados para consumo todos os anos.

5. Evitaria 8,1 milhões de mortes todos os anos

Diversos estudos mostram uma relação clara entre o consumo de produtos de origem animal e doenças cardiovasculares (doenças cardíacas e derrames foram a principal causa de morte global nos últimos 15 anos), diabetes e câncer. De acordo com a Universidade de Oxford, uma dieta vegana poderia evitar 8,1 milhões de mortes por ano. Esse número é proporcionalmente maior no Sul Global.

Não apenas o veganismo salva vidas, mas também poupa verbas destinadas à saúde e previdência social, orçamento que poderia ser destinado a outras áreas. Apenas nos Estados Unidos isso representa entre 700 e 1,000 bilhões de dólares por ano, mais 570 bilhões de dólares economizados pelas vantagens econômicas da redução das emissões de gases de efeito estufa.

6. Economizaria muita água

Em um mundo em que diversos países enfrentam falta de água, porque os aquíferos e reservatórios de água potável estão secando, qualquer água que podermos economizar é importante. A agricultura é responsável por até 92% do uso global de água, e produtos de origem animal estão relacionados a quase um terço disso.

Enquanto a maior parte dos vegetais têm uma pegada hídrica de 322 litros por quilograma, carne de frango consome 4,325l/kg e carne vermelha um absurdo 15,415l/kg. Isso para não falar da poluição da água que seria reduzida. A maior parte da água usada para a produção animal retorna para o meio ambiente sob forma de dejetos, e os excrementos dos animais são ricos em uma série de substâncias que incluem nutrientes que podem causar eutrofização, remédios, metais pesados e elementos patogênicos.

Sozinhos não fazemos muito, mas já são milhões de pessoas ao redor do mundo que estão deixando de consumir produtos de origem animal, e esse número só aumenta! Seja parte da mudança você também. Clique aqui para descobrir como começar.